blog sobre computadores workstations, desktops e servidores

Blog

Voltar

PC para AutoCAD: qual a configuração ideal?

Tecnologia

- 23/06/2018

Softwares de arquitetura e engenharia são ferramentas imprescindíveis para apresentar projetos precisos, tanto na estética quanto nos cálculos estruturais. Para executar esses programas, o ideal é usar equipamentos de alto desempenho, como um PC para AutoCAD, que tornam o trabalho mais ágil.

E como escolher a máquina certa? Configurações básicas podem por perder a praticidade esperada, já que a tendência é a de que os processos no AutoCAD fiquem lentos, o que aumenta as chances de retrabalho. Computadores muito avançados, por outro lado, são caros e podem ter seu potencial subutilizado.

Neste post, esclarecemos dúvidas importantes sobre a configuração ideal de PC para AutoCAD e trazemos dicas sobre como escolher o equipamento que melhor pode atender às suas necessidades. Acompanhe!

Quais são as configurações básicas para executar o AutoCAD?

A versão mais recente do programa, o AutoCAD 2019, oferece ao usuário uma série de recursos novos. Entre eles está a possibilidade de anexar e extrair dados de nuvem de pontos, de definir projetos do tipo Building Information Modeling (BIM) como subjacentes e de utilizar arquivos em PDF, que podem ser importados, exportados ou anexados.

Com as inovações, as configurações mínimas exigidas mudaram. Conheça as especificações básicas:

Sistema operacional
Microsoft Windows 7 SP1 com Update KB4019990 (32 e 64 bits)
Microsoft Windows 8.1 com Update KB2919355 (32 e 64 bits)
Atualização de aniversário do Microsoft Windows 10 (apenas 64 bits) (versão 1607 ou superior)
Processador 2.5 a 2.9GHz
Memória 8GB
Resolução da tela
Telas convencionais:
1920 x 1080 com True Color
Telas de alta resolução e 4K:
Resoluções de até 3840 x 2160 compatíveis com o Windows 10 (e com placa de vídeo compatível)
Placa de vídeo GPU de 1GB com 29GB/s de largura de banda e compatível com DirectX 11
Espaço em disco 6GB
Navegador Google Chrome

Quando comparada com a versão anterior, é possível observar que houve mudança significativa nas configurações indicadas pela AutoCAD para o AutoCAD 2019. Isso porque alguns aspectos evoluíram muito em termos de desempenho do equipamento.

Na versão 2018, a memória mínima requerida era de 2 GB (32 bits) e de 4 GB (64 bits). Ou seja, respectivamente 25% e 50% inferior à memória exigida agora. Além disso, a velocidade do processador passou de 1GHz para, no mínimo, 2.5GHz.

Desde 2016, o AutoCAD vem sendo aprimorado com o objetivo de:

  • oferecer gráficos 2D com melhor fidelidade de imagem;
  • ter navegação 3D até 10 vezes mais rápida;
  • oferecer melhorias nas funções salvar, mover e copiar;
  • permitir usabilidade facilitada por meio de ícones de design plano, caixas de diálogo e barras de ferramentas intuitivas.

Esses avanços têm melhorado o desempenho do programa, tanto em agilidade quanto na qualidade dos projetos desenvolvidos.

Por que as configurações mínimas não são suficientes?

O problema de ficar no básico é que ele não atende às necessidades de uso profissional contínuo. Como é possível notar a partir das configurações mínimas, os parâmetros de desempenho são convencionais, modestos até.

Para quem usa o AutoCAD cotidianamente e está comprometido com grandes projetos, definitivamente essas especificações não servem. É por isso que, apesar de informar as exigências mínimas, a própria Autodesk recomenda configurações mais avançadas. Confira:

Sistema operacional
Microsoft Windows 7 SP1 com Update KB4019990 (32 e 64 bits)
Microsoft Windows 8.1 com Update KB2919355 (32 e 64 bits)
Atualização de aniversário do Microsoft Windows 10 (apenas 64 bits) (versão 1607 ou superior)
Processador superior a 3GHz
Memória 16GB
Resolução da tela
Telas convencionais:
1920 x 1080 com True Color
Telas de alta resolução e 4K:
Resoluções de até 3840 x 2160 compatíveis com sistemas Windows 10 (e com placa de vídeo compatível)
Placa de vídeo GPU de 4GB com 106GB/s de largura de banda e compatível com DirectX 11
Espaço em disco 6GB
Navegador Google Chrome

Observe que as configurações recomendadas requerem processador, memória e placa de vídeo com melhor desempenho. Entenda por que são justamente esses itens que fazem o AutoCAD ser executado de forma mais satisfatória.

Processador

Programas usados na engenharia e na arquitetura dependem de alta capacidade de processamento. Entre os processadores que oferecem o desempenho recomendado estão o Xeon (modelo profissional desenvolvido pela Intel) e o i7, considerado o mais potente da linha Core.

Memória

A memória recomendada pela Autodesk é compatível com a opção de partida das workstations — computadores desenvolvidos para uso profissional. Essas máquinas oferecem melhores condições para quem trabalha com softwares e arquivos pesados.

Placa de vídeo

Ao montar um PC para AutoCAD, é preciso ter atenção à placa gráfica. Ela é determinante para que softwares que dependem da formação de imagens precisas e com alta qualidade sejam executados corretamente. Existem produtos desenvolvidos especialmente para oferecer esse nível de qualidade sem prejudicar a velocidade. É o caso das placas de vídeo Quadro, as mais recomendadas para esse tipo de uso.

Qual é a configuração adequada para diferentes atividades profissionais?

Quem busca um PC para arquitetura deve observar as recomendações da Autodesk para a execução do AutoCAD Architecture 2019. A nova versão do programa vem com a proposta de ser mais ágil em todos os processos. Destacam-se os recursos de reforma arquitetônica e o Roombook, que permite aplicar vários acabamentos a uma superfície.

Pelo direcionamento para uso na arquitetura, as configurações recomendadas para o AutoCAD Architecture 2019 são mais rigorosas. O mesmo vale para outras atividades, que também contam com conjuntos de ferramentas especializadas de produtos da Autodesk. Veja as recomendações adicionais para esses casos:

Conjunto de ferramentas Requisitos adicionais
AutoCAD Plant 3D Espaço em disco: 8GB

Somente sistema operacional de 64 bits

AutoCAD Map 3D Espaço em disco: 16GB

Memória: 16GB

Somente sistema operacional de 64 bits

Requisitos de banco de dados e FDO

AutoCAD Architecture Espaço em disco: 10GB
AutoCAD Electrical Espaço em disco: 12GB
AutoCAD MEP Espaço em disco: 12GB

Além de todos os aspectos técnicos e das configurações necessárias para obter o melhor desempenho possível do AutoCAD, outro cuidado importante está em montar um computador personalizado.

A estação de trabalho precisa ser eficiente em todas as atividades profissionais que serão executadas. O ideal é que seja desenvolvida com a possibilidade de melhorias futuras em mente, como a expansão da memória e substituições de componentes, sem que isso acarrete custos elevados ou prazos alongados.

Isso porque cada nova versão do AutoCAD exige avanço nas configurações necessárias e deve ser levado em consideração na hora de montar o PC. Dessa forma, reduz-se a necessidade de compra de novos computadores e seus custos, de maneira geral.

Na hora de montar uma workstation é importante escolher um fornecedor que ofereça consultoria no pré e no pós-venda. Assim, tem-se a certeza de que será montado um PC para AutoCAD que será compatível com o programa.

Ficou com alguma dúvida ou quer saber mais sobre como montar um PC para AutoCAD? Entre em contato conosco para saber como podemos ajudá-lo.